Escritora de textos que expressam o Cotidiano & Seus Clichês, que acometem à todos nós.

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Cansada

Fan page


Tô ficando cansada de tantos lamentos,

Cada piscar de olhos me remete momentos.
Ando mesmo com obcecadas lembradas.
Eu percebo que anda latente voar sempre ao teu encontro.
O problema é que eu não te deixo ir.

Não pode ser tão difícil me permitir, 

subo dez degraus com a distância.

Desci o dobro ao me aprisionar outra vez.

Quando passo pela nossa estrada, você ressuscita com toda força.

Quando eu volto pra casa, faço questão de Não me desfazer de você.





Joany Talon. (18-03-11)

Trilha sonora

https://www.facebook.com/joanytalon
Eu vou trocando as músicas que eu ouvia no tempo de melancolia... aquelas velhas e inúteis que só me trazem lembranças ruins ao pensamento.
Estão me dando adeus com um tom de "Você tem certeza, que prefere me mandar embora?", e eu as ignoro...
Aquelas suaves que marcaram nosso lindo conto de fadas com data de validade foram as primeiras, e logo em seguida as que cismam em contar minhas tristezas.
Agora eu seleciono letras cantantes que combinem sorriso e expectativa de histórias felizes.
Antes de tudo quero felicidade nas canções...quero sorrir minhas emoções, e funciona muito bem quando o "start" é deletar o que nos faz mal.
Asseguro que dá certo, então estou aqui assim...deixando o corpo coordenar minha "Playlist" pra o coração sossegar o facho!!!


Joany Talon

terça-feira, 7 de agosto de 2012

Ocupação

Hoje fui olhar pra dentro de mim, na tentativa de não achar só tristeza.
Eu enxerguei uma bagunça tão grande no coração, que fui tirando coisa por coisa, sentimento por sentimento, repensando se é preciso mesmo guardar aquela raiva toda por
 alguém no meio peito, se aquele amor já não tá na hora de ir embora mesmo, se o meu egoísmo não é exagerado, se não tá faltando uma pitada a mais de confiança em mim mesma...Uma confusão!
Mas no meio daquela desordem toda eu pude reencontrar lugares que continuam vazios, continuam esperando serem preenchidos, ocupados e mesmo vazios incomodam.
Depois de jogar tanta coisa fora, comecei a procurar conteúdo pra renovar, abri as janelas do peito pra arejar o que viveu por muito tempo trancado, alimentando dores e maus sentimentos...
Bem vindo à mim...
Joany Talon

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Planos

https://www.facebook.com/joanytalon
Eu guardei alguns planos na gaveta...
Planos pra gente, planos pra você...
Mas confiei demais naquela promessa de uma vida toda juntos, e agora tenho que reinventar planos pra mim, sozinha mesmo sem escolher a face de quem vai concretizar comigo, é menos arriscado mais seguro, mais adequado.
Sabe aquele plano da casa com quintal pros nossos cachorros.... o nome dos nosso filhos, a música que ficou

pra ser composta juntos. Está tudo lá, no fundo da gaveta, sei que terei de me desfazer de muitos planos, porque você decidiu abandonar o barco e nem fez questão de levar os planos também, deve ser pesado demais né?!
Eu topei toda bagagem dupla, e acho que carrego até hoje suas coisas aqui comigo, onde entrego? Posso ficar pra mim? Quem sabe um dia...você sinta falta do que ficou, ou deseje cumprir promessas, fazer novos planos, concretizar os antigos...de tudo que ficou de você, o que mais tem aqui é dúvida!

Joany Talon
https://www.facebook.com/joanytalon
Eu admito que embora não saiba discorrer sobre tantos assuntos assim, o que brota do meu peito, são escritos sinceros e faço-os como refúgio de mim mesma.
Pode ser clichê, muito comum falar de "amor que rima com dor", "saudade que invade"... mas não é assim mesmo?
E é disso que eu mais entendo, daquele amor unitário, que sobrevive do seu próprio sofrimento, daquela saudade malvada que insiste em f
isgar a gente.
E não tem jeito não, eu começo a escrever, choro, sinto tudo saindo de mim para atingir outros também, é normal pessoas se identificarem por sentimentos, mesmo que aqueles mais doídos.
Mas calma, eu não acredito que o amor e saudade só rimem com dores e sofrimentos, afinal eu ainda acredito muito, do fundo desse peito calejado de que a realização no amor é possível sim e a saudade será passageira.
Eu continuo fazendo tantos planos...eu continuo escrevendo, me expressando e acima de tudo me conhecendo.
Joany Talon

Tempo...



É difícil mesmo, a todo momento eu sou dominada pelo tempo, eu fico fugindo, ou tentando alcançá-lo.Eu busco decifrar tudo que o passar das horas que se acompanham de acontecimentos, vêm mostrando.Eu acho que por vezes neguei o tempo passando e passei negando fatos passados.Ele vive me dizendo em som de rock pesado que ele existe pra todos e eu na ignorância discuto num ritmo de valsa que não consigo me adaptar e assumo o medo que que tenho dele. Joany Talon